O Brasil foi pra casa. E agora?

A seleção brasileira foi embora pra casa. E agora?

Pois bem depois de tanto bafafá com o cabelo do Neymar, com a namorada do Neymar, com os parças do Neymar, do Galvão Bueno puxando o saco do Neymar, finalmente fomos eliminados da Copa do Mundo 2018.

Confesso que fico dividido: Torço pela seleção e também pela nossa nação. Portanto fiquei feliz pela seleção e por nosso Brasil:

Pela seleção, fico feliz por saber que o Neymar nunca vai ganhar uma Copa do Mundo. Tanta babação de ovo em cima do “menino” de 26 anos é demais. Já é a segunda Copa dele. Não fez nada em ambas, só fez marketing e deixa a gente irritado com passes de lado ou na fogueira.

Pelo meu lado futebolístico, não consigo entender por que ele que é um grande jogador não consegue enxergar que precisa de outros 10 caras pra jogar futebol de campo. Se ele quer ficar dando pedalada, provocando, será um novo Denilson, que dribla muito mas não ganha nada. Tanto que Denilson só ganhou copa por conta de Ronaldo e Rivaldo. E Neymar só ganhou títulos devido a Messi e Suarez no Barcelona.

Pelo meu lado político, fico feliz em saber que vamos voltar a falar em política e tentarmos modificar este sistema podre que estamos vivendo. Trabalhos voltarão a ser feitos e a eleição para presidente está logo ai em outubro.

Mas e agora?

Precisamos discutir os erros e acertos da seleção e passar a esquecer a seleção. Vamos pensar em um Brasil em como poderemos ter enfim um país campeão em educação, saúde, transporte, organização, segurança e honestidade em primeiro lugar.

Pois afinal de contas, eu tive uma filha durante as manifestações de 2013. Pensei que ela teria um ótimo futuro. E até agora estamos indo em direção certa, colocando políticos e corruptos na cadeia. Mas eles ainda tem mais poder concentrado em Brasília em altas cortes do que nós coitados populares.

Deixe seu recado:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.