Agosto

Mais uma musica das que compus a alguns anos. Acho que uma das primeiras letras que compus. Muito inspirada em Capital Inicial, Raul, etc. ESpero que gostem. Gravei ao vivo mesmo pois estou cansado de tentar fazer uma baita versão. Ou eu faço ao vivo e toscão, ou fico sem mostrar meu material.  Obrigado por aceitar as desculpas antecipadamente.

Esta ficou se chamando “Agosto”mês que está terminando e que veio bem a calhar para gravar e postar a música. Vem mais por ai em breve. Se quiser ver mais músicas, só clicar no botão abaixo:

Minha Mãe, me desculpe por favor,
mas realmente nào quero ser doutor
Não é isso que me acompanha,
Seja lá, onde eu for
Com violão, minha vontade de compor,
Botando pra fora sentimentos, minha dor
não sei se lhe darei desgosto
muito mesmo desamparo
mas se neste mês de agosto,
Começar, Nunca mais paro
Eu não quero ser doutor
Não quero esse compromisso
Se você não sabe jogar
Não tenho nada com isso.

Cifra DAGAD

Letra e som: Luciano Nunes

Jungle o q? – Música própria

Jungle o q? foi a primeira música que gravei

Era final de uma eleição americana em que os votos tiveram de ser recontados, ninguém sabia qual trouxa havia ganho. Naquele ano, a disputa acabou sendo vencida pelo Jorge Bush.

Fiz um trocadalho do carilho mudando BUSH por PUSH pois ele estava apertando botões e mandando bombas pra todos os lados. Tipo o que ocorre com o atual presidente Trump.

Além dele, tinhamos a Marta como prefeita e que enchia o saco com a taxa do lixo, mas deixava tudo procamente cuidado pela cidade. Destes fatos foram surgindo a letra. Ai por fim enfiei no violão e gravei. Saiu o som abaixo:

 

Esta já é uma versão que fiz no Garage Band. Com vozes distorcidas, mas até que ficou boa. Preciso finaliza-la.

Depois posto a letra, mas o refrão é:

 

Até quando vamos ter que viver,

esperando que venham resolver

enquanto roubam o que se rala pra ter

até quando vamos sobreviver?

Primeira música de 2017: Donos do Senado

Em um ano onde tudo girou sobre política, donos do senado não poderia fugir do tema.

Donos do senado são aqueles que chegaram primeiro. Lembro que quando fiz a primeira frase ela saltou da mente sem muito controle  e logo fiquei pensando: Vou começar uma música falando de maconha? Pois bem. Como chocar tão rápido quanto colocando o assunto já no começo?

Então dai larguei a música parada e em um dia escuro acabei fazendo o restante dela enquanto gravava ao vivo esta base. Estou aprendendo a usar o Garage Band ainda e não tenho a menor noção de quando é que vou conseguir aprender corretamente. Mas tenho me arriscado.

Segue a letra abaixo e o resultado do que sai de Donos do Senado. Espero que gostem, não espero que entendam a principio, mas espero que respeitem.

Os caras da escola me ensinaram a colar
A passar de ano sem matéria estudar
Matar a aula e sair pra ir namorar
Colocar o nome no trabalho que nem sei como apresentar
os manos do bronx me ensinaram  fumar
fazer aquela perna de grilo pra poder relaxar
fazer aquele rolezinho quando o trampo acabar
deixar o stress de lado, não deixar me dominar
os miguxos da mada me ensinaram a cheirar
fazer a carreirinha, uma aqui, outra acolá
deixar a fome de lado e recomeçar
virar a noite alucinado sem conseguir parar
os brodi de brasa me ensinaram a roubar
Derrubar inimigo sem o topete amassar
fazer textão no facebook sem a dilma insultar
um acordo, um coronel pra minha vaga conquistar
Dia a dia modelado
aprender a sofrer calado
Tomar tiro aprendizado
posso ser condecorado
ninguém é condenado
Filhos de um deputado
posso fazer o que quiser
ser eu for o dono do senado
O dono do Senado
O dono do Senado
Notas CIFRA
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm A
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm A
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm Em
B# Bm A
G F#